4 de fev de 2014

Masdar é uma cidade planejada próxima a Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, que ainda está em construção. Localizada no meio do deserto, o ...

Masdar, cidade do futuro

Nenhum comentário:
 

Masdar é uma cidade planejada próxima a Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, que ainda está em construção. Localizada no meio do deserto, o projeto começou em 2006 e, contando com 22 bilhões de euros, a ideia é transformar este pedaço de terra em uma cidade futurista.
A tecnologia utilizada para construir a cidade do futuro está relacionada, principalmente, com a sustentabilidade. Além de sistemas que transformam a energia solar em energia elétrica para abastecer toda a cidade, o projeto também conta com sistemas de energia eólica, geotérmica e de hidrogênio. Carros elétricos e públicos, trens automatizados e não poluentes são algumas das opções de transporte que a cidade irá oferecer.


Os prédios, as ruas e tudo mais, são construídos de modo a criar uma cidade que não precise de carros, com controle inteligente de clima e que seja tão auto-sustentável quanto for possível, usando formas de energia limpas, como a solar e a eólica, e reciclando tudo, incluindo a água.


Muito do que é necessário para que essa estrutura funcione é ainda apenas teórico, por esse motivo é também parte do projeto que a cidade seja um pólo de desenvolvimento dessas tecnologias, oferecendo a possibilidade de desenvolvimento e teste em escala real das aplicações necessárias, podendo  ser exportadas para a  aplicação em cidades por todo o mundo. Um grande número de empresas de todo o globo, além de institutos de pesquisa como o MIT, fazem parte do projeto.
Atualmente, apenas um seleto grupo de aproximadamente 100 estudantes habita a cidade, número que será ampliado para mais de 500 quando a segunda fase do plano de construção for concluída, até o fim desse ano. Também até o final do ano, o conglomerado alemão de engenharia, Siemens, será a primeira empresa privada a iniciar operações por lá, com instalações também projetadas e construídas seguindo os moldes de sustentabilidade e design da cidade.

Até 2025 toda a estrutura deverá estar operacional, quando a cidade contará com uma população de quase 50 mil pessoas, entre estudantes, professores, engenheiros, prestadores de serviço e etc.









Nenhum comentário: